©2019 by Ana Paula Scolari. Proudly created with Wix.com

Entrevistas

Entrevista para o site BrazilKorea

               Por Barbara Brisa

O clássico britânico de Jane Austen ganhou uma versão brasileira inspirada no gênero musical coreano. “Orgulho e Preconceito K-Pop” de Ana Paula Scolari acaba de ser lançado pela Chiado Books no Brasil e em Portugal.

    Natural de Barbacena – Minas Gerais, Ana Paula Scolari desenvolveu ainda pequena, gosto pela leitura e escrita. Em entrevista ela nos contou que de forma muito espontânea seus primeiros roteiros ganharam vida nos tempos de escola. Já na adolescência, poesias, crônicas e contos se tornaram parte de sua produção. Até que aos 19 anos, o primeiro livro “Caçadores de Aventura” nasceu. Apesar da obra nunca ter sido publicada, Ana Paula continuou a criar histórias. Por intermédio e incentivo de um amigo de longa data, passou a submeter seus textos a concursos literários. O que lhe rendeu diversos prêmios e motivação para continuar a escrever.

INSPIRAÇÃO KPOP

    Mas como é que surge a relação da escritora – que vem de uma formação jurídica e em gestão – com o Kpop e como esse estilo musical a inspirou na escrita de um livro?

    "Além da escrita, a música é uma das maiores paixões da minha vida. Eu ouço música todos os dias e estou sempre à procura de novos artistas. Em 2016, numa dessas buscas pelo Youtube, apareceu como sugestão o MV de “Blood, Sweat and Tears” do BTS. O título estava em coreano e eu fiquei muito intrigada com aquela nova possibilidade. Pois já conhecia o cantor Psy, de quem gosto bastante. Foi amor imediato. A partir de então, conheci outros grupos também maravilhosos, como EXO, Super Junior, Shinee, Red Velvet, etc. Tornando-me uma kpopper […]

    A partir daquele momento, fui aprofundando as minhas pesquisas sobre a cultura sul-coreana e me identificando cada vez mais. No começo de 2018 eu estava muito triste com um problema de saúde e o falecimento de uma amiga. Então achei que estava na hora de escrever um livro novamente para ocupar a minha mente. A paixão pelo Kpop havia tomado conta da minha vida, por isso decidi que escreveria um enredo nesse universo musical. O meu primeiro livro com esse tema."

    O romance conta a história de quatro irmãos que percorrem o sonho de se tornarem artistas de kpop. Entre desafios e aventuras, a jornada de busca os levará até a Coreia do Sul, terra natal de seus pais. Entretanto, a autora revela:

    "Infelizmente, eu não conheço tanto da cultura sul-coreana quanto gostaria. Mas me esforcei nas minhas pesquisas para apresentar aos leitores alguns costumes do país. Por outro lado, por se tratar de uma obra de ficção, o livro me deu liberdade para criar coisas que podem não corresponder exatamente à realidade, o que esclareci nas primeiras páginas."

INFLUÊNCIA EM CLÁSSICO BRITÂNICO

    Ana Paula Scolari faz questão de mencionar seu gosto e influência por Jane Austen. Principalmente quando se trata do clássico que já ganhou versões mundo afora na literatura e no cinema, Orgulho e Preconceito:

  "Sempre tive grande predileção pela literatura inglesa dos séculos XVIII/XIX e Jane Austen é o meu maior ícone literário. Já perdi a conta de quantas vezes li seus livros e assisti às adaptações deles. Pouco depois que decidi escrever um livro inspirado no KPop, ocorreu-me também a ideia de homenagear Jane Austen com uma releitura. Indecisa sobre o que fazer, decidi juntar as duas coisas e realizar duas vontades minhas em um trabalho só. Eu procurei usar elementos, principalmente, da obra “Orgulho e Preconceito”, mas também inseri nuances de “Razão e Sensibilidade” e “Emma”. Quem conhece essas obras, vai senti-las em algumas cenas e personagens, mas dentro de um enredo novo."

    Escrito o livro, passou então a fase de garimpo por uma editora que estivesse interessada em seu título. A procura em terras brasileiras foi difícil, decidindo então expandir para Portugal:

    "Nessa busca, encontrei o site da editora Chiado Books, sobre a qual li ótimas avaliações de outros autores. Também achei interessante o fato de publicar livros simultaneamente no Brasil e em Portugal. Então, resolvi enviar o meu original para avaliação. Após alguns dias, recebi um e-mail informando que a minha obra havia sido aprovada para publicação e resolvi assinar contrato com a editora. Eu considero que tive grande sorte de encontrar a Chiado Books, pois se trata de uma empresa maravilhosa e com uma equipe muito competente. Eu estou muito satisfeita com o resultado. Espero que o livro “Orgulho e Preconceito K-POP” proporcione aos leitores tantas emoções quanto as que eu senti quando o escrevi."